sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

natal feliz

Desejo que os desejos de Natal sejam menos falsos. Que sejam honestos e curtos. Que você receba o menor número possível de badernistas de plantão.
Desejo: as melhores atitudes, os melhores pensamentos e as melhores intenções.
*

Para o Ano Novo, que as indagações sobre simpatias e previsões não se repitam ao infinito.
Que os problemas mantenham distância.
Que as resoluções sejam simples e perfeitamente esquecíveis.

*

E que ninguém passe o Ano Novo sozinho.

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

um ano de muita distância

numa tarde de quase-verão
com feições de outuno
e sensações de inverno
falo baixo
falo baixo para que não me escutem
para que não consigam nem ouvir
o que tenho a queixar
pois muito boa é a vida
e pena que passa rápida
depressa como este ano instável já se acaba
estacionado pela metade
um ano de pouca entrega
de muita semente
de pouca colheita
de pouca acolhida
e muita expulsão
um ano de muita distância
e pouca risada
um ano circunspecto
involuto
adiado
o ano dos desencontros
um ano amuado
---___________________________________________________________________________________________________________________________

minha cabeça pensando

minha cabeça pensando e como um brincar de roleta russa com uma arma descarregada. meu empenho falhou, meu lirismo e pura falta de compreenção, meu abraço não tem graça, o brilho do meu olhar foi embora, os meu passos são tortos e ela caminha sosinha acompanhada, o copo cheio de vazio, o vazio da minha alma... quero saber de tanto de tudo e de nada, quero nem saber da ansiedade, mas ela vem me buscar sempre, insulta a decência que me resta... estou quebrado e não sei como me consertar, nem escrever sei....nem pensar sei....

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

olha aqui

Eu creio que qualquer ser humano pode ser bom, justo é ético.
E quem é ético não age por opressão de leis, mas por escolhas morais entre infinitas possibilidades.

Um lembrete para voce que se acha inteligênte: atenção!

Gênio

Sujeito que consegue ver nuances incomuns na obviedade
Alma que já abandonou as limitações físicas ou químicas
Orgão criativo que consegue sempre driblar as limitações conceituais
Alguém que está o mais próximo possível da imbecilidade
Pessoa que faz parecer o resultado de seu estudo metódico apenas um dom de sua natureza
Pensador dado a lampejos de insanidade, lampejos brilhantes, aliás.
Se voce finge ser assim, você e medíocre.

Chato

Aquele que é autêntico e sincero
Indivíduo que não utiliza subterfugios comunicacionais como o eufemismo
Ser autruísta que está sempre preocupado em ajudar os outros dispondo-os de sua visão integral e sincera sobre a realidade
Pessoa que insiste em informar o interlocutor da verdade que possui ou que pode perceber.

Horizonte

Lugar fictício para onde sempre caminhamos.
Lugar fictício de onde sempre fugimos.
Lugar onde os mineiros da capital insistem que é Belo.
Realidade sempre adiada de algo favorável (poupança)
Realidade sempre adiada de algo desfavorável (dívida)

Amor

Sentimento não-catalogado; fator degenerativo da personalidade.
Dor, alegria, sofrimento;

Inteligência

Sol sem nuvem numa manhã de primavera.
Antônimo da soberba
Meio termo não matemático
Competência em ser autêntico ou modo autêntico e pessoal de pensar
Toda competência individual ou grupal com relação a um objeto específico ou ainda não elaborado.
Todas as competências estabelecidas como sagacidade, capacidade imaginativa, afetuosidade, visão holística, competência motora ou expressional, tudo menos "cultura" isoladamente, pois essa isoladamente é bibliotecarismo e não inteligência.
Inteligência é sempre criativa ou adaptativa, nunca reprodutora.

Liberdade

É ter todo o direito de mobilidade e expressão dentro de uma pequena cela ou estar amarrado e amordaçado num amplo espaço aberto.

a arte de dizer não.

Eu gosto de infâmia. Por isso sem meias verdades aqui. Tenha a bondade!